terça-feira, 30 de dezembro de 2008

O Natal

Meu Natal não foi dos melhores que já tive.
Primeiro tinha aquela expectativa toda de ir pra um noivado da minha irmã onde não conhecia ninguém.
Um detalhe sobre minha irmã.
Ela é o tipo de pessoa mais formal que pode existir,não sei se é pelo fato dela ser mais a irmã mais velha e tal,só sei que ela é super formal,então dava pra se imaginar o que se esperava do tal noivado-natal que dela.
Mais (Graças a Deus) a sorte não estava lá muito do lado dela pra esse noivado-natal,e o principal motivo de tudo,foi que bem no dia Natal começou a cair toda aquela tempestade aqui em São Paulo e ficou meio que difícil de se locomover pela cidade,mesmo de carro.
Eu tinha planejado ficar na casa de um amigo até mais ou menos a meia-noite e depois ir bem devagar me arrastando até a casa do noivo dela,onde se teria que passar o resto da minha noite de natal.
Mais a chuva mudou todos os planos.
Primeiro porque começou a chover antes que eu pudesse sair pra casa do meu amigo,aí choveu tanto que tive que ficar em casa com minha mãe e minha irmã mais nova esperando a chuva melhorar pra sair.
A chuva só foi melhorar por volta das onze-horas da noite nessa altura do campeonato minha irmã já tinha ligado umas cem vezes lá em casa pra perguntar se íriamos aparecer.
Porque ela queria a família dela estivesse lá pra tirar foto junto com a família do noivo dela na hora da troca de alianças.
Eu não estava com nenhuma vontade de ir,mesmo que isso fosse significar desperdiçar produção,porque eu passei o dia todo me arrumando,foi unha,cabelo,maquiagem pele essas coisas...
Mais esse era um daqueles compromissos de que não se dá mesmo pra escapar.
Por isso quando a chuva melhorou tivemos que ir.
Passamos pelo maior perrengue pra conseguir chegar,porque parecia que todo mundo tinha decidido sair de casa de uma vez só pra chegar na casa dos parentes antes da meia-noite.
Pegamos um pequeno trânsito e passamos por um pouco de raiva,antes de conseguir chegar lá.
Nossa entrada não foi exatamente triunfal como minha irmã queria,tipo a família da noiva chegando e tal,mais chamou bastante atenção,porque estávamos bem estranhas mesmo.
Eu pra variar estava com um vestido vermelho lindo(da cor da roupa do papai-noel) que demorei um tempão pra achar ,mais estava usando havaianas e segurando minha sandálias novas na mão para não molharem,e ainda estava com uma blusa de moletom com capuz por cima do meu vestido vermelho,pra proteger meu cabelo e um pouco do vestido também.
Mais assim que eu cheguei a primeira coisa que fiz foi me livrar de toda essa parnafenália anti-chuva e me fazer apresentável.
Fui falar com minha irmã que já estava com a cara toda vermelha de chorar pelo fato de achar que não conseguiríamos chegar pra vê-la em seu momento triunfal ao realizar um ritual de colocar-uma-aliança-no-dedo,quando nos viu ela ficou feliz de novo,se arrumou novamente e foi nos apresentar pra família do noivo dela.
Depois das apresentações,bem formais por sinal,minha irmã colocou a bendita aliança no dedo,tirou fotos,bebeu champagne,chorou novamente e ficou o maior tempão beijando o namorado dela (agora noivo) e tratou de se ocupar em partir um enorme bolo de camadas que ela mandou fazer pra ocasião e mandar indiretas pra mim tipo,"olha não fique assim logo,logo,chega sua vez".
Ficar assim como?
Não saquei essa,se eu estava de cara feia é porque estava cansada mesmo e não estava nem um pouco afim de ir no noivado dela.
Mais fui educada o bastante pra não dizer isso pra ela.
Então acabou,foi servido o bolo e a ceia,começou a chover de novo e com a desculpa de que se não fossemos logo não conseguiríamos chegar em casa eu e minha família fomos embora.
Mais tivemos que voltar no outro dia porque ainda teve um almoço de noivado-natal.
Resumindo o natal não foi bom.
Foi um porre isso sim.
Mais eu sei que outros melhores virão.
Sem noivados nem nada,só natal.
Eu fico pensando em como vai se esse casamento,já que o noivado foi pra lá de cansativo de se ir.


terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Querido Papai Noel...

Esse ano mesmo querendo ser uma menina má,fui uma boa garota,e no final das contas a minha vida foi muito sem-graça.
Trabalhei demais e me diverti de menos.
Por isso te peço que no ano que vem me dê no ano que vem o beneficio de não ter uma consciência,para que ela não pese nunca e eu possa assim me sentir mais leve.
Não me deixe parar de questionar nunca o porque das coisas,para que eu não entre na grande fila dos acomodados e conformados.
Me ajude a ser mais realista em relação as minhas expectativas, e também a mostrar o meu verdadeiro valor,que eu sou mais do que apenas "sincera e compreensiva",(que foi como fui definida em um depoimento que recebi no orkut essa manhã).
Bem Papai Noel,eu até poderia pedir pra você me dar mais paciência,mais isso é uma coisa que já estou cansada de ter.

Por isso o que te peço é que me faça ser uma pessoa mais humana, que chora quando tem vontade,que grita quando se aborrece e que não diz que perdoôu quando na verdade não perdoôu (você entendo o que eu estou falando).
Ter força de vontade pra continuar com a dieta e academia,também está nessa minha lista de pedidos.
Ah,e conhecer um cara legal também.
Depois de pedir tantas coisas também quero te agradecer.
Agradecer pelo emprego que tive esse ano,pelos meus amigos ausentes,pela minha familia presente até demais,e por ter me dado uma companheira de trabalho que me ensinou a fazer um blog,que a principio pra mim parecia uma besteira,mais que depois se revelou um apoio a minha consciência,por ser quase como uma terapia.
È papai Noel depois de ler esse post,percebi que meu emocional está lá em baixo,vou fazer mais um pedido: me ajude a mudar isso.
Nesse ano tive pequenas crises de depressão que não levaram a nada.
Papai Noel,por enquanto é só,sei que você ainda tem milhares de cartas de blogueiros pra ler,então vou terminar a minha por aqui.
Tenho alguns outros pedidos a te fazer,mais vou deixar pra outra ocasião.
Beijos e um Feliz Natal.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

O novo emprego

Na semana passada fui visitar o lugar que no ano que vem vai ser o meu novo local de trabalho.
Falei com as pessoas do R.H e fui apresentada a alguns funcionários do local.
As minhas primeiras impressões foram de que o lugar é bem bacana e de que o ano que vem vai ser duro mais talvez um pouco mais compensador que esse que já está acabando.
O pessoal do novo emprego me tratou muito bem,na verdade pelo que eu percebi parte do pessoal me tratou bem.
Houve uma considerável diferença no tratamento dos homens e das mulheres.
Os homens foram muito mais atenciosos e simpáticos e as mulheres mais reservadas,uma delas foi até meio mal-educada comigo,um fato que eu resolvi deixar de lado por enquanto.
Uma questão que eu já notei em alguns lugares onde trabalhei é que ás vezes alguns homens se mostram mais gentis e comunicativos que algumas mulheres.
No meu atual emprego o quadro de funcionários é composto quase inteiramente por homens,como a empresa é de pequeno porte,o numero de funcionários é pequeno,eu sou a única mulher da equipe e lido muito bem com isso.
Na verdade até gosto.Porque os meus companheiros de trabalho são mais fáceis de conviver e algumas vezes mais dispostos a ajudar.
Todos exeto um mais ele é considerado um homem das cavernas segundo a minha visão,é um cara que chega no trabalho de manhã com cara de quem acordou e nem tomou banho ou escovou os dentes,e é do tipo grosseirão e mal-educado,o comentário geral aqui no trabalho é que já pegaram ele vendo pornografia e se masturbando no seu computador em horário de trabalho.
Eu achei isso totalmente bizarro,sinal de que o cara tá desesperado mesmo.
Mais deixando a vida dos outros de lado,vou falar da tal festa da academia,se é que se pode contar que eu fui verdadeiramente nessa festa,porque fiquei poucos minutos por lá.
A "amiga" que eu tinha arranjado pra ir comigo,resolveu sumir e me dar um bolo enorme,no dia da festa e eu fiquei puta da vida com ela.
Fiquei com tanta raiva que já estava até ía desistindo da festa e seguindo o conselho que uma outra amiga minha me deu que era ficar em casa e alugar um DVD,mais lembrei desanimada que esse foi o meu programa da semana passada.
Estava nesse impasse de vou não vou,quando minha irmã mais nova se ofereceu pra me acompanhar na tal festa.
Me arrumei e fui pra tal festa,que até que estava legal só que eu já tinha gastado toda minha energia ficando brava com minha amiga que me deu bolo e já estava sem pique pra mais nada.
Fiquei me perguntando porque quis tanto ir naquela bendita festa.
Mesmo assim ainda dancei um pouco e me descontraí.
O Clark não apareceu por lá até as 2 horas da manhã que foi mais ou menos a hora em que eu saí de lá. Porque minha irmã mais velha e o namorado dela (futuro noivo novamente já que eles reataram) apareceu e fomos todos pra uma pizzaria lá perto.
E assim terminou a noite.
Quer dizer acho que no lado consciente terminou,porque a noite eu tive um sonho com o Clark.
Um sonho um tanto quanto perturbador,eu tenho que admitir,mais é melhor deixar pra lá,porque o Clark já virou assunto pro ano que vem,se é que isso ainda vai continuar na minha cabeça.
Geralmente eu esqueço rápido das pessoas,acho que o fato de eu andar com um homem só na cabeça por tanto tempo ocorre porque ando sem tempo pra lazer,só trabalhando e trabalhando... fora que está faltando homem na minha vida também,acho que isso deixa a gente meio maluca.
Na minha lista de ano novo,tenho que lembrar de acrescentar que preciso arrumar um homem bom de cama.
E também que preciso sair mais.
Esse ano foi meio pesado,estou cansada precisando de férias,de liberdade, essas coisas.
Mais sei que se eu parar de reclamar tanto e tomar uma atitude as coisas vão enfim melhorar.


sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Amigo Oculto Virtual


Essa semana foi o dia do amigo virtual oculto,uma brincadeira organizada pela Afrodite e que foi uma confraternização entre alguns blogs que quiseram participar da brincadeira.
Pois então,a pessoa que me tirou no amigo secreto foi a
Bem Resolvida,que me deu de presente esse template que eu está no blog agora,e que ficará aqui por esse período de festas de final de ano em agradecimento a ela que teve um trabalhão pra poder fazer esse template tão legal.
Então desde já deixo aqui meu agradecimento a ela.
Eu ganhei também alguns memes de outras amigas blogueiras mais agora eu ando meio sem tempo pra poder responder,vai ficar para um próximo post.
A festa da academia vai ser amanhã e não é que conseguir desenterrar uma amiga pra ir comigo?
Das amigas que eu tenho ela é a mais louca e divertida,então se a festa se revelar um porre,pelo menos vou ter uma boa companhia,pra rir de tudo.

Espero que o Clark esteja por lá,por que se ele estiver com certeza a festa vai ser boa.
E aí vai o prêmio que tem as seguintes regras:
“Com o Prêmio Dardos se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.
Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.”
E as regras são:1)
Exibir a imagem do selo;
2) Linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação
;3) Escolher 15 outros blogs a quem entregar o Prêmio Dardos;
4) E avizá-los, claro!


E esse é o selinho que eu já tinha colocado no ultimo post.


A indicação dos blogs vai ficar pro proximo post junto com os memes.







terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Vou sozinha

Esse sábado vai ter uma festa de fim de ano na academia,na verdade eles organizaram uma baladinha com música ao vivo parece bem interessante,eu estava bem inclinada a ir.
O problema é a falta de acompanhante.
Parece que tá todo mundo ocupado no dia pra ir comigo.
Eu já tinha até desistido de ir,mais ontem eu conversei com uma amiga no msn que me aconselhou a ir mesmo assim.
Segundo ela é melhor eu ir do que ficar em casa sozinha em um sábado á noite reclamando da vida.
De certa forma ela está certa.
Porque no final das contas nascemos sozinhos e morremos sozinhos.
Mais nesse ano de 2008 eu tenho a impressão de que estou sempre sozinha.
As pessoas parecem estar ocupadas demais,cansadas demais ou desanimadas demais pra sair.
Parece que uma espécie de depressão coletiva.
Eu sei que em partes a culpa por estar sempre só.
A verdade é que eu me fechei por um bom tempo na mesma roda de amigos,andei com as mesmas pessoas e fiz a mesmas coisas.
Me acomodei naquela vidinha sem-graça,naqueles conceitos sem-graça e nas atitudes totalmente sem-graça e que eu achava ser o correto.
Demorou um tempo até que eu percebesse que merecia mais e que eu estava me transformando na verdade em uma pessoa reprimida.
À partir daí eu resolvi mudar,tomar uma atitude na vida,e deixar de ligar para o que as pessoas pensam sobre mim.
Se eu estou feliz??
Sim,mais do que antes.
________________________________________________
Ganhei esse selinho de O Meu jeito Barbie de ser.
Como eu estava muito ocupada esses dias não deu tempo pra postar-lo antes.
Mais aí vai.





segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Mais do que eu posso ter




Esses dias,reencontrei uma antiga paixão minha.
Na verdade foi uma paixão que durou muito tempo (3 anos pra ser mais precisa),mas que infelizmente não deu muito certo.
Apesar de tudo fiquei muito feliz de reencontrá-lo,já fazia mais ou menos um ano que a gente não se via,e ele estava mais bonito do que eu me lembrava.
Tenho que admitir que fiquei esperançosa e com a persperctiva de que pudesse rolar algo mais entre a gente.
Dos caras com quem eu já me envolvi ele foi o mais bacana,uma boa pessoa,me fazia muito bem.
Entrei no orkut dele pra fuçar e deixar um scrap ,e descobri que ele estava namorando uma garota muito bonita por sinal.
Eu sei que não sou uma garota de sorte no ramo dos relacionamentos.
Meus amigos falam que sou inteligente,bonita e simpática,mais se eu sou tudo isso porque estou sozinha então??
Sinceramente eu estou muito desanimada e com a auto-estima lá embaixo.
Mais eu sei que pra essas coisas se resolverem tenho que dar tempo ao tempo...


sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Depois das flores... as lágrimas


Depois de várias declarações apaixonadas,flores e chocolate,o castelo de conto-de-fadas da minha irmã ruiu.
Ontem o namorado dela terminou o namoro de dois anos ,que ia se transformar em um noivado no dia 25 de Dezembro desse ano.
O motivo: ele descobriu um envolvimento dela com um cara do trabalho,e ficou louco da vida,devolveu a aliança de noivado(que ele já tinha até comprado) e terminou tudo.
Minha irmã ficou arrasada,precisou da força de todas as mulheres da família pra consolar ela.
Foram lágrimas pra todo lado.
Até minha mãe que nunca quis se envolver com os relacionamentos das filhas ,entrou no meio pra dar conselhos!
Tenho que dizer que não é fácil mesmo.
O ruim de manter um relacionamento sério é ter esse peso enorme de ter que ser fiel sempre.
Porque as tentações chegam,e nem sempre é fácil resistir.
Não estou querendo justificar os atos da minha irmã,mais a verdade é que não acredito na fidelidade completa.Mais ela devia ter pensado antes de assinar um contrato que não pode cumprir(como diz a Mel do Cinta Liga).
Porque se enquanto ela está noiva as coisas já não estão indo muito bem,imagine depois do casamento??
Eu fiquei sinceramente triste por ela,não gostaria que o relacionamento dela acabasse assim.
Acho que no final tudo ainda pode se resolver,e não passar de uma briga a toa.
E se não se resolver,espero que ela se recupere bem dessa fase,porque afinal todos nós passamos por relacionamentos que não deram certo.

___________________________________________________

Ganhei esse selinho das meninas do O que vamos dizer lá em casa?

Eu sei que ainda falta organizar todos os selinhos que ganhei no blog,mais eu já estou dando um jeitinho nisso.




quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Flores


Ontem á noite,minha irmã,chegou em casa com um lindo buquê de rosas vermelhas,e com o namorado(futuro noivo) a tiracolo,toda feliz.
Eu estava dormindo e ela estava tão alegre e emocionada que veio me acordar para mostrar o presente.
Ao que parece o namorado(futuro noivo) dela foi esperá-la na saída do trabalho com aquele enorme buquê.
Achei tudo muito fofo,porque hoje em dia,quantos homens mais se incomodam em mandar flores??
Pra completar as surpresas hoje de manhã ele mandou entregar uma cesta de café da manhã, chocolates e mais flores.
Aí,eu não sei porque fiquei meio na fossa depois disso tudo.
Apesar de eu dizer pra minha irmã que ela é muito nova pra casar,e que pode estar perdendo sua juventude e beleza nesse relacionamento,eu sinto um pouco de inveja dela também,afinal faz falta ter alguem que eu ame,e queira fazer planos junto com essa pessoa.
A ultima pessoa por quem eu me apaixonei e me envolvi seriamente, me magoou muito,porque me trocou pela minha melhor amiga.
Na época fiquei muito triste,chorei por dias,fiquei magoada por meses,e fiquei até com uma certa raiva da classe masculina,mais eu superei.
Mesmo assim,hoje em dia,eu prefiro evitar me envolver demais com as pessoas.
Se eu encontro alguem disposto a sair uma vez ou outra,fazer sexo casual,passar um tempo comigo,sem envolvimentos fortes,tudo bem.
Aproveito o momento.
Mais é claro que ás vezes ainda sinto a falta de conhecer alguem legal,que vença esse medo todo de me envolver.

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Correria

Fim de ano,encerramento de um ciclo na minha vida e muitas coisas pra fazer,é nisso que tem se resumido meus últimos dias.
Não tenho tido tempo pra quase nada.
Minha irmã mais velha decidiu noivar no natal,e eu estou super ocupada ajudando ela nos preparativos.
O problema é que ela é muito enjoada e formal.
Pra ela uma festa de noivado "não é apenas colocar um anel no dedo".

Eu gostaria de imaginar o que pode ser mais então...
Então ela me pegou pra Cristo,e eu como boa menina que sou ,estou ajudando de boa vontade.
Outra coisa que tem tomado muito o meu tempo tem sido a procura pelo novo apartamento.
Mais isso vai ter que esperar um pouco,porque eu estou em fase de mudança de um emprego pra outro,e acho que vou ter que esperar ter um pouco mais de segurança lá pra poder entrar nessa de cabeça.
Bem,é isso.
Passei rapidinho pra atualizar o blog,ando muito ocupada mesmo.
E pra encerrar vou colocar a foto desse gato abaixo: Victor Pecoraro,vi uma reportagem na Internet que dizia que ele era um dos galãs de novela mais bonito do Brasil.
Na verdade ele é um pedaço de mal caminho mesmo.



Não concordam?

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Ano novo vida nova


Faltando praticamente um mês para o próximo ano,já estou fazendo minhas promessas,meus planos,meus desejos...
Sou uma pessoa assim,todo começo de ano,traço metas,penso em realizar sonhos,essas coisas.
Pra mim é como se a vida estivesse sempre me dando uma chance de começar de novo,é horrivel ter que acreditar que você vai viver na mesma situação para sempre.
Falando em mudanças,vou dar um grande passo ano que vem: vou sair de casa.
Eu e uma amiga vamos dividir uma apartamento.
Pelo menos por enquanto pra mim já está bom,afinal não tenho grana o suficiente pra me sustentar totalmente sozinha.
E até conseguir terminar a faculdade,e conseguir um emprego melhor,dividir as despesas parece uma boa idéia.
Morar na casa da minha mãe não é muito legal,apesar de quase não nos vermos direito devido a correria do dia-a-dia,ainda sinto muito a pressão dela julgando minhas ações.
Eu entendo que ela seja rígida,e quadrada até um certo ponto.
Mais acho que ás vezes rola um certo exagero.
Então melhor mesmo é seguir minha vida.
Deixar de lado (pelo menos por um tempo) essas minhas crises existênciais,porque afinal o tempo passa e a vida é muito curta para que eu fique me torturando mentalmente.
Só tem uma coisa nisso tudo que me preocupa: a reação dela e da minha familia quando eu disser que vou sair de casa.
Pelo o que eu conheço deles não vai ser fácil...

Ganhei um meme das meninas de
3 Mentes Perigosas
E da Docinho
Esse meme tem tudo a ver com o post,escrever uma lista das 8 coisas que gostaria de fazer antes de ir para a terra dos pés juntos.
Lá vai.

1. Morar na Europa
2.pular de para-quedas
3.Arrumar um marido rico e um amante gostosão
4. Ter sucesso na vida (que se define como: bom emprego/dinheiro/apartamento próprio/carro/viagens/boa relação com a familia e amigos... etc.)

5.Escrever um livro

6.Encontrar um grande amor verdadeiro (mais grande mesmo,grande o suficiente pra me fazer acreditar que posso ser fiel,menos materialista,menos egoista e mais altruísta por ele,que me faça querer fazer planos com ele,e mesmo que não dê certo,vai ter valido a experiência)

7.Aprender mecânica

8.Voltar as aulas de violão(que eu gosto muito mais não tenho tempo pra fazer)


Esses são alguns de meus sonhos de menina com meus sonhos de mulher.



segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Eu,eu mesma e os desejos

O feriado foi muito bom,e tranquilo,mais pontuado por uma pequena crise existencial.
Engraçado pensar que ás vezes tenho uma certa dificuldade de conviver comigo mesma e minha consciência.
É como se eu tivesse duas personalidades: a menina-boa e a ,eu sei que provalvelmente todos nós temos esse dueto dentro de nossas cabecinhas,mais e quando ocorre um conflito constante entre essas duas personalidades??
Não sei,não...
Acho que ando meio confusa.
Minha criação rígida luta contra a mulher que quer ser livre.
O errado e o proibido me dão prazer,mais também me dão uma certa dose de culpa,enquanto o certo e politicamente correto me entediam,mais me dão segurança.
Ninguem merece viver no tédio,mais é muito cansativo ficar brigando com a própria consciência por coisas aparetemente pequenas.
Melhor parar o post por aqui.
Já estou começando a viajar na maionese dos meus pensamentos loucos.
Sei que no fim isso tudo não passa de uma fase (muito longa por sinal),e que isso tudo pode não passar de apenas alguns medos e confusões irracionais.




quarta-feira, 19 de novembro de 2008

A flor da pele

Eu não sei porque mais sinto como se estivesse prestes a ter um pequeno ataque de nervos,talvez seja um pouco de: falta de sexo/estresse/TPM.
O fim de semana foi muito cansativo,com trabalho e sem diversão.
Apesar de tudo ontem tudo aparentemente corria bem,até que sem saber muito bem porque tive uma inesperada crise de choro.
Eu sou uma pessoa muito controlada,apesar de ser sensível,sempre evitei chorar,não sei porque,talvez porque pra mim as lágrimas representem um sinal de fraqueza.
Acho que ando com os sentimentos muito a flor da pele,estou numa fase pra lá de sensível.
Preciso de um tempo só pra mim,longe da família,do trabalho,dos amigos...
Preciso ficar um tempo sozinha,acho que estou me sentindo sufocada.
Graças a Deus,amanhã vai começar o feriado prolongado!!
Adoraria fugir para a praia,mais infelizmente isso não vai ser possível,por hora.
Mais já planejei minha fuga para o ano novo.
Só eu e Deus,talvez eu leve alguma compania masculina pra lá,ainda não sei...
Um amigo meu se candidatou ao posto,estou pensando ainda...

________________________________________________
Ganhei esse selinho da Afrodite






quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Mudança de visual

Como é bom mudar!!
Esse final de semana cortei meus cabelos.
Eu tenho uma insegurança enorme quando se trata deles por serem muito rebeldes,mais depois de praticamente um ano inteiro com o mesmo visual,achei que era hora de inovar.
Isso é tudo o que tenho feito nos ultimos tempos: inovado.
Nós seres humanos estamos em constante metamorfose,não dá pra ser o mesmo sempre,os pensamentos mudam,os conceitos também,até a aparência fisica muda!!
Falando em aparência física, também estou contente com isso,depois de 4 meses de academia e dieta eu já estou finalmente conseguindo o resultado que sempre desejei obter.
Isso significa que meu verão vai ser ótimo!!
Nada melhor do que estar gostosa,e bem cuidada.
O cabelo me rendeu vários elogios e muitas pessoas se surpreenderam quando me viram diferente.
Saí pra balada de sábado á noite arrasando,pena que a balada foi uma merda,desperdicei produção.
O bairro era muito chique,mais a boate péssima,pequena e com muito cara idiota,daquele tipo que não consegue escutar um não,por mais educado que ele seja,todos uns babacas.
Passei a noite tendo que fazer cara de quem não viu,porque o lugar era tão pequeno que toda hora eu me esbarrava com alguem indesejado.
Lá era um verdadeiro puteiro,umas garotas subiram em cima do palco e começaram a dançar e tirar a roupa, enquanto se beijavam,e ainda haviam alguns casais que estavam trepando ao vivo,pelos cantos da boate,fora que tocava um funk insuportável.
Mais apesar de tudo sobrevivi.rsrs
Sò tinha pirigueti sem nenhum homem gostoso.
Uma pena...
Depois da ressaca do domingo,achei melhor dar um tempinho em baladas,pelo menos por enquanto,melhor ir a programas mais leves,ou então arranjar algum namorado pra sossegar.
Às vezes cansa ser uma menina má.
E bate aquela carência,vontade de ter alguem pra abraçar,dormir junto,fazer compania,carinho...
Coisas que fazem uma certa falta.

Ps: Não levem muito em conta essa ultima parte. È que tive um sonho estarnho essa noite que me deixou meio assim.



Um deles é o seguinte:
A ultima pessoa com quem falei hoje: Meu colega de trabalho
A ultima coisa que falei: Até amanhã
A ultima pessoa com quem me reconciliei: minha mã
e
A ultima pessoa com quem briguei: Minha irmã
A ultima pessoa que falou de Deus pra mim:
Minha melhor amiga
O ultimo lugar em que eu gostaria de estar: aqui no meu trabalho
O ultimo filme que assisti: Não lembro... se contar assistir algumas partes,dei uma olhada no O chamado 2,mais era tão ruim que eu mudei de canal.
O ultimo livro que li e estou lendo
: Se houver amanhã(Sidney Sheldon)
O ultimo presente que ganhei:
... faz tempo que eu não ganho um...
O ultimo conselho que dei e pra quem: "Compre uma lingerie bem bonita" para uma amiga sobre uma orgia que ela anda planejando.
A ultima vez que chorei e porque: Semana passada,por frustação
O que faria se hoje fosse o ultimo dia da sua vida:Saltaria de bang jump.(Sempre quis fazer isso,mais sempre achei que a corda fosse quebar e eu fosse morrer,mais se fosse o ultmo dia da minha vida não importaria mesmo!!


O outro meme:

Nome: Amanda(meu nome verdadeiro)
Local de nascimento:São Paulo
Peso: 67 kg
Altura: 1.66
Apelido de Infancia: Manda
Qual sua maior qualidade: Bom humor
E seu maior defeito: Medo de arriscar
Qual a característica mais importante em um homem: Bom humor e simpatia
E em uma mulher: humildade
Qual sua idéia de felicidade? Me sentir realizada profissionalmente/pessoalmente
E o que seria a maior das tragédias? Perder as pessoas que amo
Quem você gostaria de ser se não fosse você mesmo? Sei,lá! Acho que uma mulher,famosa,gostosa e cheia da grana.
E onde gostaria de viver? Na Europa
Qual sua cor favorita: Preto e vermelho
E seu desenho animado? homem aranha(bem infantil eu sei... rsrsrs)
Quais são seus escritores favoritos? Sidney sheldon e Machado de Assis
E seus cantores? Elis Regina e Marisa Monte
O que te faz feliz instantaneamante? Orgasmo ,presentes e chocolate
Quais dons você gostaria de possuir: Ler a mente das pessoas e da cura(parece a novela dos mutantes né? argh!! rsrsrsrs)
Tem medo da morte: Não,tenho medo que as pessoas que amo morram antes de mim. Quem é seu personagem de ficção favorito: Não sei...Acho que o super homem
Qual defeito é mais fácil de perdoar? Acho que defeitos são aceitáveis porque todos nós temos alguns,mais acho que distração é o mais fácil de perdoar.
Qual o lema da sua vida: Só se vive uma vez
Qual sua maior estravagância: Adoro usar decotes.
Se eu pudesse salvar apenas um objeto do incêndio qual seria: Meu celular
Qual o maior amor da sua vida: Eu mesma e minha familia
Onde e quando foi mais feliz: Na infância
Qual é sua ocupação favorita: Ouvir música e dançar
Pensa em ter filhos?Quantos? Não sei ainda,depende do futuro
Uma atividade física: Correr
Um esporte: Volei
Um prato que sabe fazer: Vários,mais acho que lasanha deve ser o melhor deles.
Uma comida que gosta: Chocolate.
Uma invenção tecnologica sem a qual não vive: Aparelho de som
Gasta mais dinheiro com: Roupas e maquiagem
Uma inabilidade: Não lembro de nenhuma agora
O que não faria em nome da vaidade? Acho que não tentaria nada como ficar sem comer muito tempo,ou ser bulimica.
Uma saudade: Do meu pai,é raro eu conseguir vê-lo
O primeiro beijo: Foi constrangedor,em uma festa na frente de todos os meus amigos,eu fiquei de olhos abertos pensando em um monte de coisas nada a ver,tipo que horas a novela ía começar ou alguma coisa do tipo,tudo menos no beijom,terminei de beijar o garoto e sai correnndo pra longe dele.


E os selinhos da Loira e da Morena


Queridas desculpa pela demora em atualizar o blog e colocar o selinho e os memes,mais é que essa semana está uma correria só!!
Estou tentando terminar esse post desde segunda feira!!






sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Amor virtual


Uma vez comentei aqui que uma amiga minha ía casar no ano que vem, esses dias essa minha amiga me confessou que está em dúvida sobre casar ou não,e o motivo é que ela conheceu um cara no bate-papo e acredita estar apaixonada por ele.
Isso me deixou meio encucada.
Amor virtual rola mesmo??
Porque amor é atração também,é meio dificil você se apaixonar por alguem que você nunca viu em carne e osso na sua frente.
Acredito que através da internet podemos conhecer muitas pessoas e fazer muitas amizades,como é o caso do meu blog.
Através dele conheci muita gente bacana,e fiz muitos amigos.
Mais ainda fico em dúvida quando se trata de conhecer pessoas através de bate-papo,porque as pessoas (não sei porque) nem sempre são 100% verdadeiras em uma sala de bate-papo.
Minha amiga me falou tanto sobre esse tal cara do bate-papo que esses dias(sem nada pra fazer,diga-se de passagem) eu resolvi entrar em uma dessas salas pra ver se encontrava alguem legal.
Fiquei numa meia hora por lá,com aquele papinho tipo"Oi","Tc da onde?""Quantos anos tem?",essas coisas bem água-com-açucar de bate-papo.
Depois dessa meia hora,finalmente encontrei alguem legal,um tal de Carlos,que tinha conteúdo o suficiente para que eu transferisse a conversa para o msn.
Mais (tenho que admitir) fiquei meio decepcionada com a foto,o Carlos não fazia muito o meu tipo,por assim dizer...
Ganhei mais um amigo então.
Através disso concluí que achar um amor na internet é quase como achar um em um milhão,não que eu esteja generalizando(ou talvez esteja não sei bem...),mais é realmente muito dificil.
Porque se você gostar do papo da pessoa pode não gostar da aparência física dela.
Simples assim.
Sobre a minha amiga,ela me pediu um conselho:
Encontrava ou não o cara que ela conheceu na internet?
Minha resposta foi a seguinte:
"Vai sim, mais é melhor ir acompanhada,vai que ele é uma espécie de piscopata?"
Resultado: ela me pediu que eu fosse com ela.
Sobrou pra mim.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Diversão


Depois de um final de semana muito tranquilo e relaxante,já estou novamente com meu bom humor reestabelecido,mesmo depois de chegar segunda-feira no trabalho e já estar cheia de pepinos pra resolver.
Mais não me importo com isso,afinal isso é mais do que normal na minha rotina profissional.
Mais o que me anima mesmo a levar isso tudo numa boa é que o final de semana promete.
Um amigo de trabalho me arranjou uns convites vips pra uma balada que promete ser tudo de bom.
Então lá vou eu,me divertir,dançar e aliviar um pouco o estresse.
Só espero que a balada seja boa mesmo,porque não tem nada pior do que desperdiçar produção indo pra um lugar chato e cheio de gente feia,né?
Decidi fazer uma tatuagem também.
Na verdade eu estou querendo fazer há um tempão só me faltava coragem mesmo.
Mais nesses últimos tempos andei pensando que é melhor eu fazer o que tenho vontade,porque afinal só se vive uma vez só.
Se eu me arrepender da tatuagem daqui uns anos eu tiro!!
Pra encerrar esse post eu quero colocar aqui um texto que eu recebi por e-mail de uma amiga e como nesses dias eu estava com a auto-estima meio pra baixo ele me ajudou a refletir.


"A vida é difícil para todos nós.Saber disso nos ajuda porque nos poupa da autopiedade.Ter pena de si mesmo não leva a lugar nenhum.A autopiedade,para ser justificada,nos toma um tempo enorme na construção de argumentos e motivos de nos entristecermos com uma coisa absolutamente natural: nossas dificuldades.
Não vale a pena perder tempo se queixando dos obstáculos que tem de ser superados para sobreviver e para crescer. È melhor ter pena dos outros e tentar ajudar os que estão perto de você e precisam de uma mão amiga,de um sorriso de encorajamento,de um abraço de conforto.Use sempre suas melhores qualidades para resolver problemas,que são : capacidade de amar,de tolerar e de rir.
Muitas pessoas vivem a se queixar de suas condições desfavoráveis,culpando as circunstâncias por suas dificuldades ou fracassos. As pessoas que se dão bem no mundo são aquelas que saem em busca de condições favoráveis e se não as encontram se esforçam para criá-las.Enquanto você acreditar que a vida é um jogo de sorte vai perder sempre. A questão não é receber boas cartas,mas usar bem as que lhe foram dadas."


(Luiz Alberto Py, em o Dia)





sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Bad Day


Sabe aqueles dias em que você acorda de pé esquerdo??
E tudo parece dar errado??
Pois é,minha segunda-feira foi bem assim.
Até aí tudo normal,afinal,segundas-feiras,em geral,correm o risco de serem desastrosas.
Agora imagine isso se repetindo durante uma semana inteira.
Brigas com a familia,implicâncias do me chefe nerd insuportável,uma torção muscular que ganhei nas costas,e pior ainda,ter que trabalhar mesmo morrendo de dor.
E hoje sexta-feira (graças a Deus!!!) por ironia do destino eu ainda perdi a hora,sai correndo de casa,sem tempo nem de tomar café-da-manhã, e chegando no trabalho ainda encontro aquele funcionário puxa-saco,metido a chefe,que me vem com aquelas indiretas do tipo:"Já pensou se é o chefe em vez de mim que está aqui? "
Não.
Ninguem merece né?
Estou com os nervos á flor da pele,e tudo o que eu desejo agora é uma boa noticia.
Alguma coisa como :"você ganhou 10 milhões na loteria", ou "tem um emprego numa mutinacional pra você",e quem sabe a ligação de algum bonitão me convidando pra sair??
Eu gostaria que acontecesse qualquer coisa pra me tirar dessa maré de tédio e azar que estou vivendo.
O que me consola é que sei que isso é só uma fase...

_________________________________________________________
Ganhei mais selinhos!!
Da Emblemática
E Vida Cotidiana








domingo, 26 de outubro de 2008

O Genérico e o original


Pois é,o Clark não era obra da minha imaginação.
Depois de passar uma semana bem extressante e totalmente de mal comigo mesma,resolvi no sábado matar minhas mágoas malhando na academia.
No meio da semana eu já vou todo dia só que não tenho o mesmo tempo e pique que no final de semana.
Achei melhor ir malhar do que ficar em casa brigando comigo mesma e, o pior de tudo, acabar descontando na comida toda minha frustração.
Continuando,lá fui eu,com a auto-estima lá embaixo,disposta a passar a manhã toda me dedicando a perder peso.
E depois de um tempo correndo na esteira não é que o Clark em pessoa aparece??
Meu humor até melhorou.
Depois de tanto tempo ele apareceu com o mesmo sorriso que eu tinha visto da primeira vez.
Tudo bem.
Resolvi me controlar,afinal um sorriso não significa que ele estava afim de mim,certo??
Depois de um tempo o Genérico(para quem não sabe um cara muito parecido com o Clark) chegou,e ficou em cima de mim.
Fiquei me achando a ultima bolacha do pacote...rsrs.
Pra onde eu ía o Clark e o Genérico iam atrás cada um fingindo que ía fazer alguma coisa .
Uma pena é que eles só me seguiam pra ficar me olhando e não pra puxar conversa comigo,o que seria mais legal e interessante.
Eu fiquei meio indecisa por um momento sobre em qual deles eu ía investir.
Se eles não se conhecessem eu ficaria com os dois ,sem culpa.
Mais vi eles conversando um tempão, e depois foram embora juntos,como eles são parecidos fisicamente podem ser até parentes,sei lá.
Então rapidamente decidi investir no Clark original mesmo.
O Genérico foi deixado de lado.
Melhor um na mão do que dois voando...
Comecei então a primeira etapa dos relacionamentos:os olhares.
Retribui todos os olhares do Clark e sorrisos também,só que fiquei meio decepcionada porque não rolou nenhuma conversa.
O Clark se aproximava mais não tomava nenhuma atitude e eu tive uma pequena crise de timidez.
Sou uma tapada mesmo!!!
E o pior é que o homem pode sumir de novo...


Ps:Gente obrigada pelas dicas no outro post,na verdade preciso de muitas mesmo,estou numa confusão só,agora estou um pouco ocupada,mais depois vou fazer um post explicando melhor as coisas,acho que fui muito vaga no outro post.

Ps2: Alguém tem alguma dica sobre o Clark??

____________________________________________________
Ganhei mais dois selinhos da
Afrodite.
São lindos.
Obrigada querida e desculpa a demora em postá-los tá??






quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Frustração


È dificil entender nossa reação quando esse sentimento toma conta de nós.
Sabe aquela frase:" é melhor se arrepender daquilo que você fez do que daquilo que não fez"??
È a mais pura verdade.
È chato ter que admitir que estou frustrada com meu trabalho e algumas coisas na minha vida pessoal.
Qual será a hora certa para jogar tudo pro alto e começar do zero?
Repensar algumas atitudes e escolhas??
O mais frustrante é lembrar das oportunidades que deixei passar e entender que as coisas não voltam mais.
Começar de novo não é fácil,mais será que vale á pena??


Ps: Queria que o post fosse mais alegre,mais acabou sendo um desabafo.
Ps2: Pode ser uma crise de TPM também.
Quem sabe??

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

A puta que há em mim

Ela gosta usar roupas provocantes.
Gosta de chamar a atenção.
Levar cantadas na rua.
Sabe que é gostosa e gosta disso.
Odeia falsa moralidade.
Já dormiu com um cara que conheceu na mesma noite.
Secretamente sonha em fazer um ménage com dois homens.
Às vezes é inescrupulosa mesmo quando não quer.
Gosta de se aventurar e não quer compromissos.
Já traiu,mentiu e enganou e nem sempre sentiu vergonha disso.
Tem cara de boazinha e já se aproveitou disso também.
Tem gênio forte.
Não gosta de ser contrariada.
Não é totalmente boa,nem totalmente má.
Essa é a puta que existe em mim.
Ela fica guardada,trancada e bem escondida pra que ninguém possa vê-la. Poucas pessoas a conhecem e eu prefiro manter as coisas assim. Mais ás vezes eu preciso levá-la pra passear.


Ps: A idéia desse post meio maluco,me veio á cabeça esse domingo,eu pintei as unhas de vermelho e me disseram que era cor de puta.Ah!! Adorei essa!!!

__________________________________________________________ Apesar do assunto desse post ser leve eu ganhei da
Afrodite essa fita contra a violência,e eu faço questão de colocar aqui no blog pra dizer que sou totalmente contra a idéia de qualquer tipo de violência.







sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Já fui...rebelde!

Essa semana fiz algo que estava adiando muito a começar,e sabe o que era?
Arrumar meu guarda-roupa.
Eu sou desorganizada por natureza.
E preguiçosa também.
Então já dá pra se imaginar o estado em que se encontrava o meu guarda-roupa né?
Mais ontem lá fui eu com a cara e a coragem colocar ordem naquela bagunça.
De uns três meses pra cá,eu emagreci uns quilinhos(graças a minha dieta e a academia),então algumas roupas minhas já estavam meio larguinhas,eu me livrei de todas.
No final da arrumação(que levou pelo menos umas duas horas),eu juntei tudo que não queria mais em um saco enorme.
È impressionante como eu sou volúvel em se tratando de roupas.
Olhei pra algumas coisas minhas e me perguntei: Onde eu estava com a cabeça quando comprei isso??
As coisas que eu não quero mais eu vou doar pra uma igreja que as dá pra quem tem necessidade de coisas assim.
Sei que não é um grande ato de caridade nem nada,mais as roupas estão em bom estado e seria muito maldoso jogar no lixo coisas que ainda estão boas quando tem tanta gente precisando por aí.
Arrumando minha gaveta lembrei da minha conturbada adolescência.
Como já disse aqui minha família sempre foi muito "quadrada",e eu era proibida de usar coisas como: mini-saia,calça comprida,blusas com decote,pintar as unhas e usar maquiagem.
Pra uma adolescente isso é como se fosse o fim do mundo.
Eu brigava direto com minha mãe por causa disso,mais não adiantava nada. Era proibido e pronto.
Se eu quisesse "agir como uma prostituta"(nas palavras da minha mãe) que saísse de casa e me sustentasse sozinha.
Então eu criei minhas maneiras de escapar.
Eu saía de casa com minhas roupas de beata e passava na casa das minhas amigas,pegava roupas emprestadas com elas e me maquiva por lá.
Em casa eu era uma,na rua outra.
Dizia pra minha mãe que ía dormir na casa da minha melhor amiga e saía pra balada com ela.
Chegava de manhã na maior cara de pau,dizendo que estava cansada porque eu e minha amiga passamos a noite inteira acordadas conversando.
Um dia minha mãe descobriu que eu ía pra escola maquiada,e só por causa disso eu escutei poucas e boas e ainda por cima fiquei proibida de sair de casa por um tempão.
Minha mãe também me proibia de escutar música,então só pra pirraçar comecei a andar com uma turma de roqueiros.
Fiquei meio punk por um tempo.
Mais isso não durou muito porque nunca gostei muito de rock.
Apesar de tudo,eu me diverti demais nessa época...
______________________________________________________
Ganhei esse selinho da Loira e da Morena do blog:
O que vamos dizer lá em casa?

Meninas,vocês são ótimas.
Adoro o blog de vocês!!
Obrigada!!
Ps:Eu sei que falta colocar meus selinhos expostos aqui no blog,mais é que meu layout é meio complicado.
Mais assim que eu tiver um pouco de tempo vou arrumar isso.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Festinhas de família

Mesmo ainda sendo terça-feira,eu já estou preocupada com o que o meu final de semana me promete. Sábado á noite tenho uma festa nada agradável pra ir.
Uma festinha de família.
Não é da minha,mais sim de uma família amiga da minha família.
A filha mais nova da amiga da minha mãe vai fazer 15 anos,e fez questão de me convidar.
Se eu deixo de ir,acaba sendo uma desfeita daquelas,porque ela me viu crescer e tudo mais...
Tem certas coisas na vida que não dá pra escapar mesmo!
Já me adiantaram alguns detalhes dessa festa teen,sintam só o meu drama:

  • A festa vai ter valsa á meia-noite
  • Entrega de boneca e sapato
  • Haverá uma pista de dança,onde só tocará eletrônica e música black(gêneros musicais preferidos da aniversariante)
  • Haverá também milhares de garotos de no máximo 15 anos,sem nenhuma perspectiva de eu encontrar alguém legal e maduro por lá.

Estou pensando em alguma boa desculpa pra não ir.
Alguém tem alguma idéia??


Ps: Fui pra academia sábado de manhã jurando que dessa vez ía encontrar o Clark,mais infelizmente não o encontrei,já estou começando a me perguntar se ele não é obra da minha imaginação(rs...rs...rs),mais fazer o quê,né? A fila anda.
Encontrei um genérico(uma versão mais barata do que a original)dele.
Ele é bem bacana,e é bem parecido com o Clark mesmo,só que um pouco mais baixo e com menos músculos,mais tem uma tanquinho de dar inveja á qualquer um.
Uma vantagem que ele tem sobre o Clark é que se veste melhor,sem roupa de nerd.
Também tem belas mãos!!


____________________________________________________
Ganhei três selinhos!!





Esse lindo é da Vida Cotidiana





E esses dois são da querida Afrodite!






Valeu queridas!!
Repasso todos para :





Que são alguns dos blogs que me mantém viciada!

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Fantasias...

Vivendo meus dias de abstinência,fico pensando que a gente sempre quer mais o que (pelo menos no momento) não pode ter.
Às vezes ficar isso me irrita um pouco.
Mais eu tenho uma qualidade: consigo ver a maioria das coisas com bom humor.
E vocês podem acreditar,ajuda muito em diversas situações.
Mais voltando a falar na minha abstinência e nas coisas que não tenho no momento,esses dias me vi pensando nas fantasias sexuais que eu ainda tenho e não realizei.
Porque afinal todos nós temos nossas fantasias não é?
As minhas (até o momento) são três e eu vou confessá-las aqui pra vocês:

  1. Fazer um ménage a trois.(Isso deve ser no mínimo... hum...Interessante)

  2. Amarrar meu parceiro na cama...e talvez me deixar ser amarrada por ele.(Posso parecer meio pervertida,mais o domínio total do outro,pra mim parece bem atrativo)

  3. Sexo em local público (a sensação do proibido,e das pessoas não saberem o que você está fazendo é boa)

Um dia (eu espero que próximo) eu vou realizá-las,talvez com algum namorado sério,ou um P.A(pau amigo),até mesmo um barrinha também serve,o importante é não ficar na vontade.

E vocês,queridas leitoras e leitores,quais são suas fantasias ainda não realizadas??










segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Sábado á noite...


Esse fim de semana prometi a mim mesma que ía sair pra curtir.
Uma amiga minha me falou de um lugar que (na opinião dela) era muito bacana,como eu estava meio sem companhia pra sair,topei ir com ela.
Chegando lá,que decepção!!
Só tinha mano(como diz a Mel do Cinta Liga).
O lugar era ruinzinho mesmo.
E o pior é que essa é a segunda vez que eu topo conhecer um lugar novo com essa minha amiga,e dou com a cara no chão.
Mais tudo bem.
Tinha saído pra curtir,não ía estragar minha noite.
Então dancei.
Mais dancei de tudo.
Desde funk e forró universitário até eletrônica.
Afinal ninguém que eu conheça(exeto minha amiga) frequenta esses lugares mesmo!!
Uma coisa boa: a balada saiu praticamente de graça,porque uns "manos" de lá foram com nossa cara e bancaram tudo que nós pedimos na mesa e ainda mandaram um monte de bebidas pra gente.
Apesar de tudo a noite não foi tão ruim,não fiquei com ninguém,porque os "manos" não fazem muito o meu tipo.
O único cara de quem eu gostei estava acompanhado,o que foi uma pena,porque estava rolando um clima legal entre a gente.
Ele não tirava os olhos de mim enquanto eu dançava e uma hora nós dois nos esbarramos,e rolou um clima.
Isso,é claro,até a namorada dele(que por sinal parecia bem mais velha do que ele) apareceu.
Aí eu me toquei,e saí fora.
Cheguei em casa de manhã por volta das 7:00 hs,meio alta,tomei um banho e fui cumprir meu dever cívico.
Votei mal me aguentando de sono.
Voltei pra casa e dormi direto até as 17:00 hs da tarde.
Passei o restinho do dia assistindo vários DVDs enrolada na coberta,esse é um dos meus passatempos preferidos.
Quando está frio e não dá pra sair,eu sempre gosto de ficar assistindo um bom filminho,e se tiver uma presença masculina pra me aquecer é melhor ainda.
Mais esse final de semana fiquei sozinha mais uma vez curtindo minha própria ressaca...


Ps: Fui na academia de noite de novo na sexta mais não encontrei o meu Clark Kent cover novamente,aonde será que esse homem anda?

Ps2:Fiz o msn do blog pra conhecer melhor minhas amigas que postam aqui quem quiser é só adicionar ou deixar seu msn nos comentários que eu adiciono no meu.

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Fetiches

Essa minha semana foi tão agitada e cansativa que nem deu tempo pra postar aqui,somente para responder alguns comentários.
Na quarta-feira eu assisti uma palestra muito cansativa de quatro horas de duração, e entre um palestrante e outro um deles me chamou a atenção,e o engraçado é que ele nem era realmente bonito.
O que me chamou a atenção nele foram as mãos.
Que mãos!!
Tão bonitas e grandes.
Aí,eu que já estava quase morrendo de tédio de ficar sentada ali por umas três horas e meia,mais ou menos,comecei a viajar na maionese.
Imaginando aquelas mãos,fazendo certas coisas em certos lugares...
Engraçado que nunca me liguei nessas coisas,sabe?
Como fetiches por mãos,pés ou qualquer coisa parecida.
O que sempre me atraiu sexualmente em um homem foi bem um corpo bonito,tanquinho e essas coisas fúteis.
Eu não tenho nenhum problema em admitir isso,afinal se nós mulheres podemos passar pelo menos um tempo do nosso dia na academia ,os homens também podem!!
Mais voltando ao assunto dos fetiches andei dando uma pesquisada na Internet sobre isso,quem tiver curiosidade é só clicar aqui e dar uma olhada em um site que encontrei.
Apesar de não ser reprimida sexualmente nem nada fiquei meio envergonhada dos meus pensamentos durante a palestra.
Acho que isso só deve ser reflexo de uma pequena "crise de abstinência".
Já faz um bom tempo que eu estou sozinha,e isso pode ser até bom pra refletir e tal,mais ás vezes é bem irritante.
Ontem eu resolvi mudar um pouco a rotina e ir na academia de noite em vez de pela manhã como eu sempre faço,pra ver se encontrava o meu Clark Kent cover ,mais infelizmente ele não estava por lá.
A academia estava lotada,tão cheia que algumas pessoas precisavam revezar pra usar os equipamentos da musculação,nunca vi tanto tanquinho junto.
De mulher lá só tinha eu e mais duas.
Apesar de gostar,fiquei meio chateada porque queria mesmo adiantar as coisas com o Clark Kent,mais fazer o que né?
Também não vou ficar muito pra baixo,porque hoje é sexta-feira e amanhã é dia de balada.
E não tem lugar melhor pra poder acabar com essa minha "abstinência".
Mais sabe?
Apesar de gostar de balada,eu acho que seria bom,simplesmente conhecer alguém legal,casualmente em algum outro lugar.

domingo, 28 de setembro de 2008

Perfect body

Eu estava pensando esses dias que fiz o blog pra falar da minha dieta,mais analisando meus posts vi que falei de tudo menos disso.
Deve ser porque nem eu mesma penso muito no assunto.
Mais nesse sábado foi inevitável.
Adivinha porque?
Fui no shopping colocar o guarda-roupa em dia.
Chegando lá fiquei meio chateada,porque depois de rodar o shopping em busca de alguma roupa que me chamasse a atenção(sou um pouco exigente quando se trata de compras),finalmente encontrei um vestido lindo de morrer.
Ele era preto, curto, com uma abertura nas costas,fiquei apaixonada,já estava até me imaginando nele.
Mais na hora de experimentar a peça fiquei decepcionada: só tinha tamanho P.
Eu que uso M,e ás vezes ,consigo usar algumas roupas de tamanho P.
Mais infelizmente o meu querido vestido não serviu.
Fiquei com uma dor no coração de deixar ele na loja,já estávamos quase amigos íntimos!!
"Tudo bem,bola pra frente!!"-disse a mim mesma,e voltei a minha expedição de compras.
Chegando em outra loja,encontrei um jeans,nesses modelos de verão,que era bem estiloso,do tipo cintura alta.
Já gostei dele logo de cara.
Na hora de experimentar...
Não tinha meu número de novo!!
Só tinha número 40 e eu até tentei,mais ficou grande em mim.
Saí do shopping frustrada,e pior sem comprar nada alem de uma saia que comprei logo que cheguei no shopping.
Não tem nada pior do que ir ao shopping e não comprar nada porque não serviu.
Será que vale a pena ficar sem comer o que gosto e passar horas na academia,se na hora de comprar roupas nada me serve?
Mais tenho que me conformar afinal nem todo mundo nasce com um corpo de Giselle Bundchen.Não é?
E já que eu estou falando de academia,lembrei de acrescentar aqui que no sábado de manhã antes de ir pro shopping, eu fui malhar e percebi como as aparências enganam.
Eu estava fazendo uns minutos na bicicleta,quando um homem passou por mim, me olhou e sorriu.
Não liguei muito pra ele e virei o rosto,porque eu achei ele bem breguinha,no estilo meio nerd.
Ele foi para o vestiário e quando saiu de lá eu fiquei de boca aberta.
No maior estilo Clark Kent o moço se transformou!!
Que corpo!!!
Não conseguia tirar os olhos dele.
Mais fiquei bem envergonhada quando ele percebeu isso através do espelho da academia,olhou pra mim e sorriu de novo,eu não resisti e retribui o sorriso.
O estranho é que de lá pra cá eu não consegui parar de pensar nele.
Tenho que aparecer mais na academia aos sábados...




quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Boazinha eu?

Sabe,muitas pessoas me dizem que tenho cara de "boazinha".
Nada contra,na verdade sempre me disseram isso,desde nova sempre escutei essa história.
Tenho que admitir que já me aproveitei muito da cara de "boazinha" pra me safar de umas boas encrencas em que já me meti.
Um dia desses eu posto algumas aqui.
O fato é que com essa cara de "boazinha",já ouvi muitas coisas sem sentido.
Um exemplo delas é que da ultima vez que eu fui pra balada,eu me agarrei com um cara na pista de dança,e entre beijos e amassos,o homem me sai com essa:
_Sabe? Eu estou aqui na balada, mais eu quero um compromisso sério.
_Ah,é?-eu falei me perguntando aonde o cara queria chegar com aquilo.
_Então (ele continua)cheguei em você porque você parece uma moça séria,pra casar...
E ficou falando um tempão de coisas assim,no final ainda pediu meu telefone,e eu dei o numero errado,não queria um cara meio maluco na minha cola depois né?
Sinceramente,eu mereço isso?
Que pessoa em seu juízo perfeito vai pra uma balada,pega alguém lá e diz que quer compromisso sério com a tal pessoa?
Só alguém com sérios problemas mentais mesmo.
E sobre essa história de "moça pra casar"?
Será que isso existe mesmo?
Pra mim isso é uma grande ladainha antiga e machista,dos tempos em que as pessoas acreditavam que mulheres tinham que ficar em casa,ser dependente de homem,tinha que casar virgem e todo esse blá,blá,blá que nós já sabemos de cor.
Não existe nem homem nem mulher pra casar.
O que acontece é você conhecer alguém legal,e casar com ele ou ela simplesmente pelo fato de vocês se gostarem.
Por isso não curto muito gente que tem esse tipo de conversa.

____________________________________________________

Ps:Falando de casamento eu fui oficialmente destronada do meu cargo de madrinha do casamento da minha irmã,pelo fato de ter dito que não poderia passar o Natal com ela e com o seu noivo,porque quero ir pra praia com as amigas.
Disse que a madrinha do casamento tem que participar da vida dos noivos.
Vê se pode?

sábado, 20 de setembro de 2008

Essa onda de casamentos...


Tenho que admitir que não gosto de cerimônia de casamento,o motivo talvez seja um trauma de infância.
Quando eu era criança eu e minhas irmãs frequentávamos a igreja com minha mãe.
Como na igreja era proibido o sexo antes do casamento,havia um número muito grande de cerimônias de casamento.
Era só um casal começar a namorar, eles já eram pressionados a casar para não ter um namoro "escandaloso".
Então(não estou exagerando) ,casamento era coisa de rotina.
Minha mãe sempre me forçava a ir em todas as cerimônias,mesmo que a gente não fosse na festa depois.
Pra mim a cerimônia era interessante até a noiva entrar,depois virava um blá,blá,blá sem fim.
Minha mãe sempre foi meio antiquada,do tipo que acha que mulher só pode ter um homem só,tem que casar virgem,ter muitos filhos e etc.
Então desde criança ela sempre pressionou muito eu e minhas irmãs,pra que fôssemos um exemplo de "santidade".
Acho que me levando aqueles casamentos todos ela queria fazer com que eu sonhasse estar no lugar da noiva de branco,véu,grinalda e tudo mais que uma noiva tem direito.
Só que o efeito foi o contrário.
Tenho quase um certo "pavor" de cerimônias de casamento, não sei se quero casar,se for casar um dia não quero me casar de branco na igreja,e não sou de maneira alguma,um exemplo de "santidade".
Mais o motivo desse post sobre casamentos,não é só falar do meu trauma de infância,mais falar também que essa semana eu recebi a noticia de que mais um casamento vem por aí.
Minha irmã mais velha me falou ontem que vai noivar no final do ano,e vai casar ano que vem e ainda me chamou pra ser madrinha dela.
Minha amiga que também vai casar ano que vem me fez o mesmo convite essa semana.
As duas vão casar na igreja,de branco,véu e grinalda,tudo bonitinho.
Eu estou feliz por elas,mesmo sabendo que as coisas não vão ser mais como antes,porque as duas estarão muito ocupadas,curtindo os maridos e cuidando dos filhos que virão como tempo.
Uma coisa que achei estranha é que ontem quando minha irmã disse que ía casar fiquei,um pouco triste com um nó na garganta e uma pequena vontade de chorar.
Ela percebeu e veio perguntar se eu estava bem,eu disse que sim e disfarcei.
Mais fiquei pensando:
Será que foi só emoção do momento?
Ou alguma outra coisa?
 


©2008 Elke di Barros Por Templates e Acessorios